quinta-feira, 30 de junho de 2011

"Clicando" baby´s - Uma fofura!!!

Ah, eu fui obrigada a abrir essa excessão e compartilhar este assunto mega, hiper, extremamente relevante e fofo, porque além de ser minha irmã e estar dando uma força enorme em todos os sentidos com o nosso casamento, ela esta começando um trabalho lindo e criativo.

A idéia inicial é fotografar recém nascidos e possívelmente crianças de outras idades, preparar um arquivo digital com as fotos e outras gracinhas mais.... as mamães de plantão terão uma graciosa lembrança de seus pequenos. Gente dá uma olhadinha.....

Ahhh.. a menininha ai embaixo é a Mari, tem um ano e onze meses...



quarta-feira, 29 de junho de 2011

O Vê que fez!!!!

Ah hoje estava fuçando nos meus vídeos e encontrei esse lá no fundo do baú, é um vídeo que o Vê fez pra mim, acho que a um ano e meio ou dois. O engraçado é que tem umas fotos antigas, uma
feição diferente ...


terça-feira, 28 de junho de 2011

Faltam 110 dias...

Fase deliciosa, já terminamos a pintura e estamos no momento de por tudo no seu lugar, é o que eu mais esperava, colocar meus quadro no lugar, fotos, paninhos etc, etc... São tantas as emoções...

Neste domingo começamos a montar o guarda-roupa, resolvemos por a mão na massa, primeiro enfrentei o criado mudo e me impressionei durante a montagem, foi MUITO SIMPLES. No caso do guarda-roupa é preciso seguir alguns passos que são fornecidos no manual. Mas o que assusta mesmo é a quantidade de peças, porém, observando bem aonde colocá-las você percebe que elas se encaixam e na verdade acaba economizando na mão de obra. Um martelo, uma parafusadeira e uma chave de fenda é o suficiente para montá-lo.

Tudo bem que  ninguém deve estar entendendo nada, porque montamos se própria a loja oferece o serviço e poderia fazer isso? Acontece que compramos este jogo de quarto um pouco depois de quando começamos a namorar, ou seja lá pelos meados de setembro de 2006. Eu até tinha uma foto guardada dos móveis que recortei quando compramos, mas eu perdi e nem eu nem o Vê sabia mais como era o guarda roupa, muito menos a cama.

Bem esta é a dica para quem esta sem grana para contratar um montador. Gente casamento já é algo com muitas despesas, montar uma casa então. Prometo que quando terminar tudo faço um post sobre o quarto pronto. Um Abraço.





sexta-feira, 24 de junho de 2011

Daminhas Coloridas

Mais um post sobre elas, inspiração não me falta essa semana, idéias a mil.... A moda agora é usar as cores das maneiras mais inusitadas então crianças se divirtão!!!


  







quarta-feira, 22 de junho de 2011

Off White???

Feriado chegando "Iiiúpi", tempo sobrando e aqui estou eu fuçando na net, encontrei modelos lindos de vestido (tudo bem eu sou meio suspeita a falar dos modelos abaixo, amo esses modelitos sequinhos, dão um toque feminino na medida certa) como o da Sandy e o da Débora Secco em seu casamento na Novela Insensato Coração, e ambos aparecem seguidos com um nome bem diferente:  "Off white", pensava eu ser apenas uma marca quando na verdade é também uma cor e o que significa, ou melhor que danado de cor é essa?

Eis a questão! Acredite se quizer mas, a definição que encontrei é básica assim, imagine aquele shorts, vestido ou camiseta branca guardada a um bom tempo, pois então, é aquela cor. Sabe a parede pintada com branco gelo, meio acinzentado, é essa cor também. Enfim dizem os "modistas" por fim que é um branco envelhecido. Segue ai alguns modelos para servir de inspiração. Bom Feriado galerinha....






segunda-feira, 20 de junho de 2011

Quando as vontades do outro sufocam

Pois bem, estava lendo as notícias de todo dia pela internet, quando encontrei essa matéria feita pela Bruna Rafaele, na página de entreterimento do Msn, um reflexo comum em diversos casais e decidi postar na integra. Pode ser uma ótima opção para reflexão a dois. Um abraço espero que gostem.

Quando as vontades do outro sufocamSerá que para nos relacionar com alguém precisamos estar dispostos a ser sufocados pela vontade do outro? Ou, em contrapartida, precisamos manipular o outro para que nosso relacionamento dê certo? Na verdade, precisamos entender que não precisa haver a necessidade de submissão de nenhuma das partes para que a relação flua bem.
Há pessoas que tem um espírito de liderança embutido em sua personalidade e, assim, acham que podem levar esse comportamento para dentro de suas relações amorosas. No entanto, quem age assim acaba se esquecendo de um fator fundamental para que um relacionamento funcione bem: a união das duas pessoas em prol do objetivo de permanecerem juntas. Ou seja, não se pode tomar as rédeas da relação sem que o parceiro seja consultado sobre o roteiro a ser seguido pelos dois. Achar que estar com alguém é ter o poder de mudá-lo, de escolher que rumo o outro vai tomar, é simplesmente assumir uma atitude que sufoca o outro e só pode levar ao desgaste e até mesmo ao fim da relação.

Geralmente o relacionamento se torna complicado quando o manipulador não percebe o quanto está sendo cansativo estar ao seu lado ou como é desafiador ser parceiro de uma pessoa que se incumbiu do papel de articular todos os passos do casal. Ainda pode ser complexo quando o manipulador se coloca na posição de "melhorar" a vida do outro, quando, em muitos casos, nenhum pedido foi feito para que ele assumisse esta função.

Quem sofre nessa história?

Sofre quem ama o manipulador e não sabe lidar bem com essa atitude, que sempre vem cheia de boas intenções, num "combo" de agrados. Esse comportamento faz parecer que a relação está ótima, que o ser que vira um brinquedo na mão do outro realmente precisa passar por uma reforma de seu jeito de ser e de agir.

Há casos de rompimento de relações em que o próprio manipulador fica cansado de fazer o que quer e acaba desistindo do seu brinquedinho e partindo para outro. Há casos em que o manipulado não tolera mais a pressão e consegue transformar o relacionamento em algo muito mais prazeroso e harmonioso. Mas há também histórias em que a relação fica tão desgastada que simplesmente o manipulado só pensa em se livrar do outro e busca mil maneiras de conseguir realizar seu desejo.

Tomando as rédeas da relação

Na convivência amorosa, precisamos estar muito atentos para saber dosar nossas atitudes e escolhas, permitindo que o outro exprima as suas vontades e também faça o que tiver vontade de fazer. Afinal, não é aprisionando ninguém aos nossos desejos que teremos um amor pleno e verdadeiro.

Sufocar alguém com nossos desejos pode ser algo que fazemos sem nem mesmo nos darmos conta disso, incluindo em nossas conversas expressões como "se eu fosse você, agiria diferente". Nesta simples frase, você consegue perceber que há a mensagem "você está agindo mal" ou até mesmo "você não sabe resolver seus próprios problemas?".

Ao mesmo tempo, não é possível tentar agradar o outro e desrespeitar nossas vontades. Há limites bem marcados entre o que podemos fazer em função da vontade alheia, o que vai trazer harmonia para o casal e o que precisamos fazer para nos sentirmos felizes conosco. E ter estas opções em nossas mãos não significa que não nos importamos com a cara metade.

Isto simplesmente mostra que podemos agir com equilíbrio dentro e fora de uma relação amorosa, assim como em qualquer outro tipo de relacionamento. Ouvir alguém falando palavras que disfarçam a mensagem "eu não lhe aceito do jeito que você é" é muito desagradável e faz um mal enorme dentro de nós. Nessas situações, nem mesmo nos damos conta de quanto estamos sendo manipulados e embutindo em nós um sentimento de culpa que não nos pertence.

Claro que é preciso ter nas relações um "encaixe" entre o que é aceitável ou não entre as pessoas envolvidas, mas precisamos e podemos nos posicionar, mostrar claramente o que estamos dispostos a receber do outro e a fazer por ele. Mas o problema começa quando precisamos dizer que estamos sufocados com a vontade alheia e não sabemos como agir, não é verdade?

Dê adeus às atitudes controladoras

Primeiramente, é preciso entender que você pode pedir ao outro que mude a maneira como lhe trata. Pode ser alguma brincadeira que você considera inadequada ou o uso de palavras que não gosta de ouvir, mas a lição mais importante é aprender a dizer "não" ao que não quer que aconteça na sua vida. Mas antes de tomar essa atitude é preciso refletir: você aceita ter que falar não a alguém, principalmente ao seu parceiro?

Mesmo que ache difícil, essa tarefa precisa ser aprendida para que você amadureça e saiba se posicionar em sua vida, assim como aprender a nutrir relacionamentos sadios.

Por uma questão de educação, pensamos que não podemos dizer que não gostamos de alguma coisa diretamente e empurramos para dentro de nós nossas insatisfações, achando que os outros são os verdadeiros culpados por essa sensação. Mas a realidade é que você se colocou nessa posição de aceitação e ainda não aprendeu a filtrar e a assumir o que realmente quer para sua vida.

Não precisamos viver uma relação "engolindo sapos", sendo uma pessoa que "coloca panos quentes" nas situações para que tudo se resolva bem. Pelo contrário, agindo assim muitas vezes levamos para dentro de nós os problemas alheios. Não precisamos aceitar brincadeiras, críticas e opiniões indevidas, basta sabermos chegar ao outro e esclarecer que isso nos incomoda e nos faz mal ouvir.

Não é preciso se sentir sufocado para entender que nosso corpo e nossa mente já não aguentam mais essa falsa aceitação que fingimos ter. Essa situação pode gerar alto grau de intoxicação e nos levar até a uma depressão. De repente, a gastrite, a dor de cabeça, a alergia crônica, a angústia e até a tristeza profunda que você vem sentindo podem ser resultados da sua falta de atitude a seu favor.

Que tal mudar para melhor a sua vida? Acredite mais na sua capacidade de ser uma pessoa madura e ousada para resolver o que é preciso em seu relacionamento. Onde está a sua força interior, a credibilidade em si mesmo? Será que não está faltando mais disso em você? Será que não é você que permite que seu par invada a sua vida e coloque nela várias opiniões sobre o que ele considera como certo ou errado? Será que não dá para conciliar vontades divergentes organizando em dupla o que será feito pelo casal? Será que você não pode ser amado do jeitinho que você realmente é? Não são essas as portas que você deixa abertas para que você se perca e se sufoque com as vontades dos outros?

Fique mais do seu lado, seja mais você! É possível viver bem mantendo uma relação tranquila.

Sobre o autor
Bruna Rafaele
Mestre em Estudo da Linguagem, faz coaching e dá consultas pessoalmente e pela internet. Faz workshops e palestras no Brasil e no exterior. Saiba mais »

link original: http://entretenimento.br.msn.com/astrologia/quando-as-vontades-do-outro-sufocam

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Casamento duplo em "A mulher Invisível"

 Gente, casamento é comum na Televisão, mas em dose dupla é quase raridade.

No próximo capítulo de "A Mulher Invisível", série exibida na Rede Globo nas noites de terça-feira.

Pedro (Selton Mello), vai ser precionado por Clarice (Débora Falabella) a se casar após um relacionamento de cinco anos, Pedro então decide oficializar a relação. Mas, a mulher imaginária a Amanda (Luana Piovani) vai querer o mesmo, e com certeza muita confusão vai rolar neste meio termo, e por fim tentando solucionar a situação ele vai acabar com as duas no altar.

terça-feira, 14 de junho de 2011

Passione

Ai dá até uma saudade, eu particularmente adorei a última novela Passione da Globo, sou noveleira mesmo, mas prefiro com certeza aquele ar de romance, uma intriga de vez em quando também, do que este que esra no ar agora, é só vingança, luxo, egoísmo, sexualidade, para mim essa novela demorou para sair do ar, coitada das familias que tem criança impossível ligar a Tv no horário "esnobe a moral"!!!

Mas retornando ao assunto, em Passione ocorreram muitos casamentos e ofereceu várias opções de vetidos, para diferentes gostos e personalidades. Vamos vê-los?
Agostina: Ah essa personagem é a minha predileta, e gostei do look dela, com pregas abaixo do busto, o modelito é crepe e tem essas mangas bufantes um tanto nostalgica, mas que caiu muito bem.


Fala sério da ar de meio retrô, meio romântico? Eu fiquei apaixonada por esse modelo, que foi feito por Lethicia Bronstein, uma maravilha não?.

Clara, apesar de ser do Mal, ela foi o look mais completo, foi feito pela equipe de figuro na novela e inspirado em um modelo de época

O vestido é feito de vários tipos de renda de algodão, nervuras e passamanarias.

Diana: particularmente foi o meu favorito, tem um quê de romantismo e aquele ar de Cidade sabe, coisas simples e belas, fácil de usar, versátil.

Pois bem, o vestido feito por Lethicia Bronstein é de seda, tule de seda e renda chantilly.

Fátima, seu vestido é um modelito romântico muito utilizado hoje em dia, todo bordado de flores e tem esse cintinho fofo que marca a cintura, é jovial e excelente opção para um casamento diurno.

Esta é a personagem Felicia, e geeeente para tudo!!!! Esse modelo é da Rosa Clará um famosa marca espanhola que cá pra nós tem cada vestido de arrasar, ele apresenta um corpete justo, ressalta a cintura, sua saia longa e repleta de bordados, e se completa com o bolero de renda.


Jéssica na minha opinião foi o casamento mais brega da novela.

Seu vestido é de tafetá, renda, pérolas e cristais.

Melina: a noiva moderna. Seu vestido era de seda pura com pregas de organza.

Só acho que esse buquê é muito clássico para esse vestido, até achei ele simpático, mas dá uma impressão de que esta faltando algo, eu trocaria todos estes ornamentos, a começar por essa gola de palhaço rsrsr, e buquê..

Follow by Email

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.